Blog

Dicas para combater o preconceito dentro da sua escola

Combater o preconceito dentro da escola é fundamental. É mais que necessário demonstrar aos alunos que o respeito às diferenças é o pilar de qualquer convivência, pois nenhuma pessoa deve se sentir excluída ou ofendida pela maioria.

A solidariedade e empatia são valores que auxiliam no combate ao preconceito. O desenvolvimento das habilidades socioemocionais é imprescindível para o crescimento saudável, para a difusão do respeito e igualdade social.

Além da importância indiscutível das competências cognitivas (ler, escrever, analisar, calcular, esquematizar, etc.), as competências socioemocionais devem ser valorizadas, pois:

• Permitem o desenvolvimento das relações entre iguais;

• Exercem a cidadania e responsabilidade social;

• Auxiliam na tomada de decisões de forma autônoma;

• Colaboram para o bem estar de todos;

• Evitam as várias vertentes do preconceito na sociedade.

Assim como o aspecto cognitivo é desenvolvido em sala de aula, a inteligência emocional também deve ser. Dentro deste contexto, confira 6 dicas fundamentais para combater o preconceito na escola.

1. Diversidade em sala de aula

Apresentar a diversidade por meio de objetos e vivências é uma excelente forma de mostrar a realidade de outros povos, culturas e etnias para os alunos. Se a demonstração de diversidade ficar apenas no papel, é possível que o entendimento não seja completo. Permita que os alunos despertem os sentidos ao sentir, ouvir e ver outras realidades, por meio de:

• Palavras, gírias, dialetos e ditados;

• Canções e estilos musicais típicos;

• Lendas e contos;

• Histórias sobre imigração;

• Instrumentos, obras de arte, comidas populares, entre outros.

2. Passeios culturais

Caso a escola disponha de recursos, é uma ótima ideia levar os alunos a um passeio cultural. Isto é, expor as crianças a ambientes novos que contenham características fortes de um povo. Alguns exemplos são:

• Feiras populares com artesanato da região;

• Restaurante com culinária típica do local;

• Bairros tradicionais.

3. Apresente o racismo e suas consequências

É comum que a criança pratique o preconceito por repetição do comportamento adulto, e não por ser realmente um indivíduo agressivo. Por isso, é de extrema importância que a escola apresente o racismo aos alunos e suas consequências devastadoras para a sociedade.

Por meio de filmes, documentários e visitas a museus, a criança é introduzida ao significado do racismo e todo o seu peso na história mundial. A partir dessa experiência, a escola estará preparada para guiar o aluno pelo caminho da igualdade racial, socioeconômica, intelectual e sexual.

4. Livros e conteúdos sobre o preconceito em suas diversas formas

Incentivar a leitura nunca é demais. Além de inserir os alunos no tema, é necessário que a escola esteja preparada para lidar com o tópico em leituras individuais e em grupo. Com isso, o papel do professor, dentro da sala de aula, deve ser o de descontruir conceitos antigos e apresentar novas formas de convivência saudável para todos.

Trabalhar com os alunos para combater o preconceito é responsabilidade primordial da escola, pois a instituição detém o protagonismo na vida de indivíduos em formação – influenciando, assim, em suas principais ações, decisões e compreensão sobre o mundo e sociedade.

Dicas para combater o preconceito dentro da sua escola

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *