Blog

3 dicas: boa comunicação e parceria com a comunidade

A instituição escolar, ao longo dos séculos, ganhou novos significados e atribuições conforme as influências dos movimentos históricos e culturais.

O papel da educação para a construção de uma sociedade mais igualitária e equânime se fortaleceu e se tornou cada vez mais evidente. Como resultado das inúmeras transformações, a demanda por uma integração maior entre escola e comunidade se tornou um desafio atual.

Para atender a essa parceria indispensável, uma comunicação eficiente e bidirecional, que transcenda os muros das instituições escolares, deve ser a força motriz que permite essa integração.

Confira, a seguir, algumas dicas que podem ser implementadas imediatamente em sua escola para criar e manter uma boa comunicação e parceria com a comunidade. Vamos lá!

1 – Marque presença nas principais redes sociais

Criar páginas para a sua escola dentro das mídias sociais vai muito de representar uma forma mais dinâmica de contato com a comunidade escolar. Na verdade, essa é uma excelente maneira de difundir conteúdos, oportunidades e iniciativas que são do interesse de todos.

Além disso, também é uma forma sutil de destacar e reforçar os seus diferenciais através do compartilhamento de atividades desenvolvidas no ambiente escolar, bem como as iniciativas sociais nas quais o corpo discente e docente estão envolvidos.

As redes sociais se tornaram uma forma de atualização, diversão, busca por novas ideias e recursos. Portanto, é um espaço que pode ajudar a sua instituição de ensino a construir e a fortalecer relacionamentos com a comunidade de forma mais próxima e espontânea.

2 – Alinhe a linguagem empregada no contato com a comunidade

Utilizar termos que são restritos ao meio acadêmico, como os jargões, ou apresentar ideias por meio de uma linguagem complexa e com termos que são desconhecidos para o público comum representam obstáculos para uma boa comunicação e parceria com a comunidade.

Por essa razão, é necessário alinhar a linguagem e o tom de conversa sempre que forem identificadas dificuldades no entendimento das mensagens veiculadas.

Linguagens complexas fazem com que os recursos oferecido pela escola ou como os frutos das suas atividades científicas, tecnológicas e sociais sejam acessados pela comunidade interna e, sobretudo, externa.

Assim, é preciso rever todas as plataformas de comunicação que representam a instituição para garantir que elas apresentem de forma clara e didática todas as informações que são pertinente à comunidade.

3 – Promova a interação entre a escola e a comunidade

A melhor maneira de estabelecer uma comunicação eficiente e uma parceria proveitosa com a comunidade é se envolver e compartilhar dos seus interesses.

Há muitas maneiras através das quais esse objetivo pode ser atingido. Projetos educacionais de diversas naturezas podem conversar com as necessidades identificadas pela vivência da comunidade escolar.

Um bom exemplo são as soluções para os problemas locais, afinal, os indivíduos que fazem parte dela estão inseridos na sociedade e são, portanto, seres sociais. Suas dificuldades particulares ou a forma como o contexto social os afeta devem ser consideradas nesta discussão.

Além disso, um bom termômetro para medir o nível de integração é analisar a quantidade e qualidade dos eventos abertos ao público, bem como a atenção às formas como a comunidade se envolve e responde a eles.

Por fim, a colaboração entre pais e a concessão de uma voz mais ativa para os próprios estudantes são atitudes valiosas para consolidar uma boa comunicação e parceria com a comunidade.

3 dicas: boa comunicação e parceria com a comunidade

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *