o que os pais levam em consideração ao escolher a escola dos filhos

O que os pais levam em consideração ao escolher a escola dos filhos?

Compartilhe! Share on Facebook9Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0

A escolha da escola dos filhos é muito importante, já que ela pode determinar não apenas a sua educação e o seu futuro profissional como também a sua formação como ser humano.

Os pais costumam ficar muito atentos nesse momento crucial e adotam algumas características para guiar a sua escolha.

Veja a seguir alguns dos principais critérios usados pelos pais para escolher a escola dos filhos:

o que os pais levam em consideração ao escolher a escola dos filhos

 

1. Projeto Político-Pedagógico (PPP)

Entender o modelo educacional da escola é essencial para que os pais não tenham reclamações no futuro sobre aspectos como média muito alta ou baixa, tamanho das turmas e abordagem de temas como religião ou sexualidade em sala de aula.

O projeto pedagógico serve para definir e orientar os rumos da escola e permitir que pais e alunos possam verificar sua compatibilidade com a instituição.

2. Infraestrutura

Os pais consideram muito o espaço físico, como salas de aula, laboratórios, áreas de convivência, quadra, salas de estudo, leitura ou relaxamento, hortas comunitárias, espaço multimídia e outros.

A infraestrutura também abrange o uso de uma plataforma online para comunicação entre professores, pais e alunos.

3. Segurança

Todo pai se preocupa com seu filho e quer saber se ele vai estar seguro no ambiente escolar. Por isso, os pais levam em consideração medidas como controlar o acesso de estranhos, o acesso a lugares perigosos e a segurança do bairro.

Medidas e processos para atendimentos em casos de emergência também são importantes.

4. Atividades extracurriculares

A escola não é mais um espaço apenas para ensinar o básico.

Além de preparar o aluno para o vestibular e a escolha da carreira, ela também ajuda a prepará-lo para a vida. Os pais buscam escolas com um ensino mais completo: bilíngues, em tempo integral, com o ensino de atividades extraclasse relacionadas às artes, esportes, idiomas, música, saúde e finanças.

5. Uso de tecnologia

A presença da tecnologia em sala de aula mostra que a escola acompanha as últimas tendências em educação.

Os recursos tecnológicos motivam e engajam estudantes, ajudam o professor a gerenciar seu tempo, ampliam as possibilidades a serem trabalhadas em sala de aula, ajudam a identificar e solucionar as dificuldades dos alunos, permitem personalizar o ensino e melhoram o desempenho.

6. Qualidade de ensino

Esse é um fato que pode ser medido de muitas formas, desde a nota do ENEM e o desempenho da escola em competições acadêmicas até a formação dos professores, o uso de recursos tecnológicos, o incentivo à formação continuada dos docentes e um currículo diversificado.

7. Localização

A localização geográfica é importante: aluno que precisa se deslocar muito para chegar até a escola dorme menos, fica cansado e estressado, afetando o seu rendimento – sem contar na dificuldade para os pais que levam seus próprios filhos.

8. Ambiente

O ambiente escolar precisa ser acolhedor e seguro, fazendo com que os alunos se sintam bem, confortáveis e motivados.

Um bom ambiente é construído em toda a instituição, não apenas na sala de aula. É preciso haver um ambiente acolhedor, com respeito e diálogo.

Compartilhe! Share on Facebook9Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *