Blog

Conselho participativo: Qual a importância ?

A implementação de um conselho participativo na gestão escolar é um caminho para a geração de diferentes perspectivas sobre as mesmas questões. A maior parte das escolas realiza a reunião de conselho de classe, que restringe as discussões relacionadas aos resultados obtidos pela instituição de ensino aos professores, coordenadores e diretoria.

Entretanto, ampliar o acesso ao acompanhamento do desempenho escolar e incluir os pais e alunos, por exemplo, é uma prática muito mais democrática e eficiente para a gestão escolar. O conselho participativo tem como objetivo consultar as opiniões, elogios e críticas da comunidade escolar e tomar decisões que sejam bem recebidas e acatadas por todos.

Saiba a seguir, porque esse processo é tão importante e quais são as suas vantagens para que a gestão escolar seja realizada de forma mais eficiente e alinhada às necessidades reais da instituição. Vamos lá!

 

Qual é o diferencial do conselho participativo em relação ao conselho de classe?

 

O conselho participativo une a teoria com a prática e constrói pontes para que as demandas, sobretudo, dos estudantes, sejam mais bem compreendidas e atendidas, já que eles são o foco principal do ambiente pedagógico.

Na metodologia tradicional, se analisa os resultados dos esforços escolares dos estudantes sem que eles estejam, contudo, presentes para compartilhar as suas dificuldades. Essa divisão pode criar divergências e incompreensões que facilitam a criação de lacunas entre a realidade e os planos pedagógicos.

Assim, o conselho participativo é fundamentado no diálogo e no apreço pelo sujeito que deve ser o protagonista da sua própria educação, o estudante. Essa dinâmica contribui de forma mais significativa para o desenvolvimento de valores como autonomia e responsabilidade, pois coloca o aluno como participante ativo do processo de decisões.

Nos casos em que há o envolvimento de alunos mais velhos, como no ensino médio, pode ser estudada a possibilidade de dispensar a participação dos pais.

Embora essa medida só provoque benefícios quando já existe um pensamento amadurecido e comprometido dos estudantes. Não é, portanto, recomendado quando a implementação do conselho participativo ainda é recente.

 

Quais são os benefícios do conselho participativo?

 

Já em relação à dinâmica da reunião, quando a avaliação de cada aluno é realizada e os professores podem dar as suas contribuições, com a presença do estudante mencionado, existe a oportunidade de se esclarecer discrepâncias e entender de forma mais aprofundada as dificuldades enfrentadas em seu contexto pessoal.

Dentro desse ambiente colaborativo e orientado para a compreensão, os feedbacks podem ser fornecidos de uma forma muito mais amigável e com a ajuda de professores e colegas. Afinal, todos se encontram reunidos e não há a necessidade de lidar com cada um deles separadamente.

Sugestões para que os resultados de cada aluno sejam melhorados e o encaminhamento para aulas de reforço, por exemplo, podem ser feitos casos seja identificada a necessidade.

Por fim, a natureza democrática dessa metodologia dispensa a atitude repreensiva e rígida que as formas mais convencionais de reuniões escolares apresentam e que colocam o aluno num lugar de passividade.

Portanto, para tirar o máximo de proveito desse momento, é necessário equilibrar a subjetividade das motivações de cada um com a objetividade necessária para obter o melhor do conselho participativo.

Conselho participativo: Qual a importância ?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *