a-historia-da-tecnologia-na-educacao

A história da tecnologia na educação

Compartilhe! Share on Facebook1Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0

Você sabia que a história da tecnologia na educação começou antes mesmo da aplicação das tecnologias de comunicação e informação (TICs) no processo de ensino-aprendizagem? Não?

A história da tecnologia na educação tem início nas civilizações antigas.

Ficou curioso para compreender um pouco mais da história da tecnologia na educação?

Então continue a leitura e fique por dentro do quanto a evolução tecnológica impactou nos processos educacionais.

Afinal, o que podemos entender por tecnologia?

 a-historia-da-tecnologia-na-educacao

Quando se fala em tecnologia, o que vem imediatamente em sua mente?

Aposto que você pensa em celulares, tablets, computadores, não é mesmo?

No entanto, os especialistas definem tecnologia como algo bem mais além do que isso.

Segundo eles, podemos entender por tecnologia um conjunto de métodos, técnicas, processos ou procedimentos utilizados na atividade humana, não se limitando, portanto, somente ao uso de ferramentas como computadores, celulares, tablets, etc.

Sabe quando você cria uma técnica para render mais nos estudos?

Pois bem. Trata-se de uma tecnologia voltada para o aprimoramento de seus estudos.

A história da tecnologia na educação: do uso da madeira à tecnologia digital

Ainda que muitos estudiosos atribuam ao século XX o início da história da tecnologia na educação, convém ressaltar que a educação desde sua origem sempre utilizou de alguma tecnologia, pelo menos é o que afirma o filósofo Demerval Bruzzi, ex-diretor do Ministério de Educação.

De acordo com esse pesquisador, a educação esteve cercada de tecnologias praticamente desde 1650.

Exemplo é a tecnologia Horn-Book. Tratava-se de uma madeira com letras impressas utilizada na época para alfabetizar crianças, isto é, utilizada para ensiná-las a ler e a escrever textos religiosos.

Outra tecnologia utilizada, dessa vez entre 1850 a 1870, foi o Ferule, ferramenta usada como apontador/indicador em salas de aula. Logo depois, já no final da década de 1870, surgiu o que hoje conhecemos como projetor de slides, o Magic Lan Tern.

Não pense que a história da tecnologia na educação acaba por aí, certo?

Em 1890 surgiu o quadro negro, além de outras tecnologias como o lápis.

A partir disso, diversas ferramentas surgiram e passaram a fazer parte do processo de ensino-aprendizagem de muitos alunos, como a calculadora, a caneta esferográfica, entre outras, até chegar finalmente à era do uso da Tecnologia da Informação e Comunicação, nos anos 2000, com a popularização dos computadores.

O impacto das Tecnologias de Informação e Comunicação na Educação

O século XXI é marcado pelo uso intenso das Tecnologias de Informação e Comunicação nos processos educacionais.

Com o surgimento da Web 2.0, nomenclatura criada por pesquisadores da área de comunicação para se referir à web como um espaço dinâmico, interativo e intuitivo, a educação foi revolucionada.

Tanto os docentes como os discentes passaram a criar conteúdo e compartilhar esse conteúdo através de computadores e dispositivos móveis conectados à web.

Os docentes passaram a criar fóruns de discussões e espaços para debater utilizando tecnologias como grupos em sites de redes sociais e plataformas educacionais, espaços que permitem que as pessoas se expressem por mídias diversas, como imagens, textos e vídeos, possibilitando que elas possam tanto aprender como ensinar.

Sem dúvidas, o surgimento das TICs e da Web 2.0 representam um grande avanço na área de educação e um impacto na forma de ensinar e aprender.

Acompanhe o nosso blog sobre tecnologia e gestão acadêmica e fique sempre por dentro de conteúdos como esse!

Compartilhe! Share on Facebook1Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *