Blog

Evasão escolar: como evitar que isso aconteça?

A taxa de evasão escolar brasileira é a terceira maior do mundo. Ou seja: 40,8% dos jovens brasileiros não terminam o Ensino Médio até os 19 anos. Esses números assustam aqueles que estão sempre atuando dentro do ambiente escolar, mas essa tem sido a realidade há muito tempo.

Quando se pensa em escola, acaba se tornando difícil de imaginar uma solução para a evasão, já que o aluno enfrenta diversos outros problemas. Afinal, há uma extensa gama de fatores que influenciam na desistência do estudante.

FATORES QUE PROVOCAM A EVASÃO ESCOLAR

 

Evasão escolar é vista como a desistência do aluno pelos estudos para buscar trabalho ou diversos outros motivos, como gravidez, por exemplo. Levando em consideração o primeiro ponto abordado, uma questão de enorme importância já é levantada: a baixa renda. Jovens que passam por dificuldades financeiras tendem a desistir dos estudos para começar trabalhar, muitas vezes até mesmo sem carteira assinada.

Outros problemas acarretados pela falta de renda, como dificuldades com transporte ou materiais pedagógicos, também acabam se tornando uma barreira para que o estudante prosseguir na escola.

Outro ponto é a falta de interesse. O método pedagógico proposto passa ao aluno a ideia de que o que ele está aprendendo no ambiente escolar é difícil demais para seu aprendizado ou é simplesmente desnecessário, quando ele poderia estar fazendo algo mais importante no momento.

Há também os problemas no aprendizado. Jovens com dificuldade para assimilar matérias e assuntos sentem-se pressionados pelas formas de avaliação que põem os alunos em comparação entre si pelas notas. Assim também como outros transtornos, como a dislexia ou o déficit de atenção, que acabam sendo ignorados pelos pais e professores.

FORMAS DE EVITAR A EVASÃO ESCOLAR

 

No entanto, existem práticas que a instituição de ensino pode aplicar em sua própria proposta pedagógica que têm muita influência no desempenho futuro do estudante.

Muitas vezes, o jovem abandona os estudos por se sentir abandonado – um espaço coletivo acaba se tornando também um lugar onde ele sente que não possui voz para se expressar, ou que ninguém se importa. A instituição tem um papel importantíssimo no momento de acompanhar o desempenho de cada jovem individualmente e manter os incentivos para cada um deles.

Outra maneira também efetiva de auxiliar os estudantes a prosseguirem com seus estudos é alterar as tecnologias dentro do plano de ensino. A sensação de que o ambiente escolar é um espaço antiquado pode fazer com que alunos dessa geração, que nasceu na frente dos celulares ou da internet, percam o interesse pelos estudos.

Aplicar novas tecnologias ao longo dos temas e matérias aplicadas demonstra o comprometimento dos responsáveis pela instituição com os estudantes, promovendo um lugar onde o aluno possa se sentir mais ambientado e estimulado a aprender.

Por fim, é importante manter uma rede de apoio. O peso da responsabilidade para manter os alunos nos estudos pode se tornar um problema imenso para a instituição de ensino, entre tantas outras questões que uma escola precisa resolver.

O apoio da comunidade que reflete, também, na conscientização e no incentivo dentro de casa, que fazem com que o jovem entenda o real propósito da educação.

Evasão escolar: como evitar que isso aconteça?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *